A Bandeira Verde Eco-Freguesias XXI atribuída à freguesia de Câmara de Lobos pela Associação Bandeira Azul de Ambiente e Educação (ABAAE), foi hasteada esta quinta-feira nas instalações da Junta de Freguesia. Uma cerimónia  realizada no Dia da Floresta Outóctone, uma data estabelecida para promover a importância de preservar e plantar espécies que fazem parte do património natural, e que simbolicamente contempou a plantação de um barbusano por alunos das cinco escolas do 1.º ciclo da freguesia de Câmara de Lobos.
Esta iniciativa contou com a participação do diretor do Institituto das Florestas e Conservação da Natureza, Manuel Filipe, do presidente da Câmara Municipal de Câmara de Lobos, Pedro Coelho, do executivo da Junta de Freguesia liderado por Celso Bettencourt entre outras entidades.
A freguesia de Câmara de Lobos foi distinguida com a Bandeira Verde 2023, sendo atribuído o galardão grau “ouro” ao averbar uma pontuação de 97% nesta edição do Projeto Eco-Freguesias da ABAE. Das 45 freguesias com mais de 10 mil eleitores que foram galardoadas, Câmara de Lobos ficou em 2.º lugar a nível nacional, num ranking liderado pela União de Freguesias de Faro.
Recorde-se que a freguesia de Câmara de Lobos candidatou-se pela primeira vez ao Eco-Freguesias XXI na edição 2020/21, onde atingiu a pontuação final de 90% no conjunto de 10 indicadores que define o Índice Eco-Freguesias, e com a distinção “ouro”.
Para o presidente da Junta de Freguesia, os resultados alcançados na Bandeira Verde atribuída pela segunda vez a Câmara de Lobos “é demonstrativo da qualidade do trabalho que está a ser realizado em prol do desenvolvimento sustentável da localidade, através da implementação de boas práticas, ações e projetos que estão a ser concretizados em torno de alguns temas chave na educação ambiental”, onde se destaca naturalmente o Projeto Eco-Escolas que voltou a distinguir todas as escolas do Município.
Celso Bettencourt diz que estas distinções “são simultaneamente um reconhecimento e uma responsabilidade e que simbolizam o compromisso em continuar a trabalhar por um território e uma comunidade mais sustentáveis”.
Na cerimónia da Bandeira Verde foi ainda entregue um “kit horta escolar” às cinco escolas do 1.º ciclo da freguesia, pois as mesmas são Eco-Escolas e desenvolveram o respetivo projeto de educação ambiental com a vertente da horta escolar. É uma forma de valorizar o contributo que têm dado para a formação de uma consciência de respeito pela natureza e a necessidade de preservarmos o ambiente.
Refira-se que o Projeto Eco-Freguesias XXI é uma iniciativa da ABAE iniciada em 2014, que visa trabalhar com as freguesias com o objetivo de contribuir para a implementação da sutentabilidade ambiental, social e económica a nível local, reconhecendo e divulgando as melhores práticas associadas à cidadania participava e à gestão sustentável do território.
Através da existência de uma candidatura bienal, procura valorizar percursos, avaliar processos e reconhecer resultados que se materializam através da atribuição do galardão Eco-Freguesia XXI.